Puno: no lado peruano do Lago Titicaca

Na hora de saber o que fazer em Puno, você verá que não tem mistério. Afinal, cidade peruana às margens do Lago Titicaca, é conhecida por ser o ponto de embarque para quem deseja visitar as ilhas flutuantes dos Uros.

Porém, além das famosas ilhas artificiais construídas pelos uros a partir da totora, um tipo de junco, o lago Titicaca abriga ilhas naturais. Algumas, como as ilhas Taquile e Amantani, possuem sítios arqueológicos.

Já nos arredores da cidade de Puno, o sítio arqueológico de Sillustani possui chullpas (construções funerárias circulares) construídas pelos Kollas enquanto que no sítio arqueológico de Cutimbo, embora haja predominância das chullpas, existem pinturas rupestres de até 8.000 anos de antiguidade.

Cada local visitado abriga uma comunidade que preserva seus diferentes costumes e tradições. Enquanto a comunidade de Llachón mantém muitos costumes e manifestações culturais; a comunidade de Suasi mantém técnicas ancestrais de tecelagem; a comunidade de Pucará mantém técnicas cerâmicas pré-inca…

O reconhecimento da riqueza dessa diversidade cultural das comunidades de Puno é o título de Capital Folclórica do Peru que, orgulhosamente, é exibido na decoração do calçamento da Calle Lima.

Quando for a Puno, reserve mais do que um dia para poder conhecer mais dessas riquezas históricas e folclóricas.

O que fazer em Puno – Principais atrações:

  • Cerrito de Huajsapata (mirante)
  • Museo de la Coca y Costumbres
  • Plaza de Armas
  • Catedral de Puno
  • Museu Carlos Dreyer (acervo com pinturas de Carlos Dreyer, arte e artefatos coloniais e incas).
  • Casa del Corregidor (construção colonial)
  • Parque Pino: uma das praças centrais de Puno
  • Arco Deustua: Arco de pedra construído em 1847 em homenagem aos soldados peruanos que morreram durante as guerras de Independência da Espanha
  • Mercado Municipal (estava em obras durante nossa viagem)

Sugestões de Passeios

  • Ilhas flutuantes dos Uros
  • Ilha Amantani.
  • Ilha Taquile: para conhecer costumes e tradições.
  • Complexo Arqueológico Cutimbo
  • Complexo Arqueológico de Sillustani

O que fazer em Puno: Uma experiência de 01 dia

Dia 01: Ilhas Flutuantes dos Uros e Centro Histórico

Na parte da manhã:

Contrate o passeio às Ilhas Flutuantes dos Uros

Ilhas flutuantes dos uros
Ilhas flutuantes dos uros

O percurso no lago é bem curto. São cerca de 20 minutos de navegação para chegar a uma das 100 ilhas flutuantes. Em seguida, é feita uma apresentação sobre a confecção da ilha e a vida de seus moradores.

De acordo com as informações, os Uros foram viver no lago Titicaca fugindo da expansão do Império Inca. No início, viviam nos barcos de junco. Mas com o passar do tempo aumentaram o espaço criando as ilhas flutuantes.

No entanto, como o junco é perecível, o trabalho é incessante. Pois, embora uma ilha leve 12 meses para ficar pronta, o processo de manutenção é contínuo. Assim como é realizado artesanalmente.

Com intuito de impressionar, o passeio é realizado em uma ilha tradicional. Ou seja, uma ilha onde tudo é feito de junco: as casas, os bancos, os barcos…

Na parte da tarde:

Catedral de Puno
Catedral de Puno

Após o almoço, e uma possível sesta, saia para conhecer a pequena cidade.

Assim, passe pela Calle Jr. Independencia. Já que a rua de pedestres é  continuação da Calle Lima. Siga até o Parque Pino, pois a praça não apenas é rodeada de construções em estilo colonial, como também  é endereço da Iglesia de San Juan Bautista (Igreja de São João Batista).

Continue pela Calle Lima observando o comércio até chegar a Plaza de Armas. Posto que ali você verá a Catedral de Puno, também chamada de Basilica Menor. Se acaso você desejar conhecer alguns artefatos históricos, na esquina da Calle Jr. Deustua com a Calle Conde de Lemos, está o Museu Carlos Dreyer.

Sem dúvida que nosso roteiro não estaria completo sem uma visita ao Mercado Central. Por isso, na volta, passe pelo Mercado Central e encerre no Arco Deustua.

Como chegar em Puno:

  • Avião: O Aeroporto Inca Manco Capac, na cidade de Juliaca, é o mais próximo. Recebe voos de outras cidades peruanas.
  • Ônibus: Do Terminal Rodoviário, ônibus interurbanos fazem a ligação com outras cidades do Peru e da Bolivia. Nós utilizamos a Trans Titicaca, no percurso de Copacabana, e a Cruz del Sur no percurso para Cusco.

Onde se hospedar em Puno:

Nos escolhemos no Hotel Camino Real Turistico pela localização. Mas é um prédio de 5 andares, sem elevador.



Booking.com

Informações e Curiosidades

  • Geografia: O relevo basicamente plano é porque boa parte do território está sobre a chapada do Collao.
  • Tiahuanaco:  A cultura Tiahuanaco, a mais alta expressão do povo Aymara, tinha sua sede em Puno.
  • Reserva Nacional do Titicaca: Protege extensos bosques de totora e diversas espécies de flora e fauna.
  • Ilha Amantani: Contém não apenas sítios pré-hispânicos, como também centros cerimoniais e um cemitério de múmias.
  • Ilha Taquile: Seu moradores conservam não só os costumes, como também as roupas tradicionais com tecidos finos. Além disso as roupas também possuem decorações simétricas e cores que refletem crenças andinas.
  • Pucará: A comunidade de Pucará possuia técnicas apuradas no trabalho em argila. Visto que os torinhos de argila colocados nos telhados das casas, como forma de proteção, são conhecidos como “Toritos de Pucará”.

Reservas Parceiras:

Se você gosta de nosso conteúdo, marque-nos como um de seus favoritos e divulgue nossos textos nas redes sociais. Mas, sobretudo, faça suas reservas através de nosso site. Assim, você nos incentiva a continuar produzindo conteúdos de qualidade.