Passagens Aéreas: dicas e macetes

As passagens aéreas são um nó na cabeça do viajante. Por isso, neste artigo vamos passar algumas dicas e macetes sobre passagens aéreas para que você possa tirar o melhor proveito na hora de comprá-las.

Dica de Ouro: só compre as passagens aéreas depois que você já tem versão final do seu roteiro de viagem.

Antes de mais nada você deve saber que as companhias aéreas voam para determinados destinos fazendo uma malha. Essa informação é facilmente acessada no site de cada companhia aérea em uma seção que pode ser denominada “Conheça nossos Destinos”, “Mapa de Rotas” etc.

A importância da Malha aérea:

Ao montar seu roteiro, você procurará formas de deslocar-se entre cidades. Assim, você vai ter contato com a malha aérea de algumas companhias.

Só para ilustrar, se sua intenção é voar pelo Brasil você vai descobrir que, fazer voos entre cidades da região nordeste e norte pode ser bem desgastante. Posto que um voo de Recife/PE a Maceió/AL pode passar tanto por Salvador/BA, quanto por Brasília/DF ou são Paulo/SP…

Por isso, sempre olhe a malha e busque utilizá-la a seu favor. Afinal, viajar por conta própria é estar aberto a mudanças durante o planejamento da viagem (sem perder o foco do orçamento).

Dessa forma, quando você vai, no site da empresa, comprar uma passagem aérea você encontra várias formas de busca.

Passagens Aéreas por trajeto:

Nos sites de compra de passagens aéreas são oferecidas buscas por trajetos que podem ser:

  • ida: São duas cidades envolvidas e apenas 1 trajeto de transporte. Como o nome diz, é um bilhete de um transporte para ir até uma cidade.
    Exemplo – trajeto 1: de São Paulo para Salvador
  • ida e volta: São duas cidades envolvidas e 2 trajetos de transporte. É o bilhete de transporte que te leva de uma cidade a outra tanto para ir quanto para voltar.
    Exemplo – trajeto 1: de São Paulo para Salvador e trajeto 2: de Salvador para São Paulo.
  • múltiplos destinos (múltiplas cidades): são várias cidades envolvidas e pelo menos 2 trajetos de transporte.
    Exemplo 1 – trajeto 1: de São Paulo para Salvador, trajeto 2: de Salvador para o Rio de Janeiro
    Exemplo 2 – trajeto 1: de São Paulo para Salvador, trajeto 2: de Salvador para o Rio de Janeiro e trajeto 3: de Rio de Janeiro para São Paulo.

Assim, proponho uma pesquisa para uma viagem a lazer para a qual são disponíveis pelo menos 10 dias. Faça as seguintes pesquisas múltiplas destinos:

  • Pesquisa 1 – trajeto 1: de “sua cidade” para Maceio/AL – trajeto 2: de Maceió/AL para Recife – trajeto 3: de Recife para “sua cidade”. O valor desta pesquisa é de R$…..
  • Pesquisa 2 – trajeto 1: de “sua cidade” para Maceió/AL – trajeto 2: de Recife/PE para “sua cidade”. Acrescente o aluguel de um carro popular pegando em Maceió e devolvendo em Recife (com a taxa de retorno do carro). O valor desta pesquisa é de R$….

Dependendo de quando for a viagem, o resultado da Pesquisa 2 pode ser bem interessante afinal, nos 250 km que separam Maceió e Recife existem praias paradisíacas sendo um ótimo roteiro para uma viagem de carro.

Passagens Aéreas: Dicas e Macetes

Stopover

Quando a viagem é internacional, algumas empresas aéreas, para atrair clientes, permitem o stopover. Ou seja, a parada de alguns dias na cidade da conexão.

A lógica é simples. Cada empresa voa para uma cidade base em seu país de origem. Assim, algumas permitem que o viajante passe alguns dias nesta cidade antes de seguir viagem. Exemplo: a empresa Airfrance (francesa) permite o stopover em Paris, a KLM (holandesa) permite o stopover em Amsterdam, a TAP (portuguesa) permite o stopover em Lisboa, etc. Além disso, as empresas realizam parcerias comerciais o que aumenta a oferta de destinos com possibilidade de stopover.

Portanto, pelo preço de uma passagem Rio / Praga / Rio, você pode fazer os seguintes trajetos:

  1.  Rio/Paris
  2. Paris/Praga
  3. Praga/Amsterdam
  4. Amsterdam/Rio

Para isso, em vez de pesquisar uma passagem ida e volta, faça pesquisa múltiplos destinos (várias cidades) no momento da compra da passagem e preencha cada um dos trajetos com origem, destino e data da viagem.

Conexões Desvinculadas

Mas atenção: Não faça conexões desvinculadas!

Conexão é quando em vez de voar diretamente para um destino, o passageiro voará até um aeroporto onde necessitará realizar uma troca de aeronave para seguir viagem até o seu destino.

Uma conexão desvinculada significa que a empresa (ou empresas) não se responsabiliza caso de uma falta gerada por ela prejudique o andamento de sua viagem. Por exemplo: Você compra sua passagem do Rio para Madrid com uma empresa. Depois, você compra uma passagem de Madrid para Ibiza (na mesma empresa ou em outra empresa). Caso seu voo do Rio para Madrid seja alterado de forma que não seja possível a você embarcar no voo de Madrid para Ibiza, o problema será apenas seu. Ou seja, a empresa não alterará a passagem de Madrid para Ibiza sem custos.

Troca de Aeroporto

Outro ponto importante de nossas dicas e macetes na compra de passagens aéreas é observar se existe a necessidade de troca de aeroporto.

Não compre passagem aérea que necessite trocar de aeroporto durante a conexão!

Pois caso você não consiga chegar no outro aeroporto a tempo de embarcar, adeus viagem! Afinal, a responsabilidade pelo transporte entre os aeroportos é do passageiro.

Se não existir alternativa, opte por dormir na cidade e seguir viagem no dia seguinte. É mais caro, mas costuma ser mais barato do que comprar outra passagem aérea.

Conclusão:

Agora que você está consciente das dicas e macetes sobre passagens aéreas, fica mais fácil associar planejamento de roteiro e transporte. No entanto, imagine aplicar esse conhecimento em viagens a Europa. Afinal, também é possível se beneficiar de uma malha ferroviária que passa por várias cidades (e diferentes países)!

Informações e curiosidades:

  • Feriados: Dificilmente consegue-se adquirir passagem aérea promocional para utilizar em data de feriado nacional uma vez que o fluxo de viajantes aumenta.
  • Flexibilidade: Sempre veja as regras da tarifa de sua passagem. Quanto maior a flexibilidade oferecida, pela companhia aérea ao cliente após a compra do bilhete (cancelamento, mudança de datas, validade da passagem, reembolso, bagagem…), maior será o preço da passagem.
  • Preços: Os preços das passagens aéreas podem ser diferentes de acordo com o mês e o dia da semana. Caso suas datas de viagem possam ser flexíveis, verifique primeiro o preço da passagem ida-volta e faça ajustes data de acordo com o preço (muitos sites não permitem a visualização dos preços das passagens “múltiplos destinos” por dia da semana).
  • Convênios: Algumas empresas aéreas fazem convênios com empresas de locação de veículos para oferecer descontos para seus clientes. Assim como algumas operadoras de cartão de crédito oferecem seguro de carro quando o viajante utiliza o cartão na locação do veículo. Portanto, antes de viajar ou reservar o veículo, verifique com sua operadora se o seu cartão de crédito tem direito a apólice e quais são as regras em caso de sinistro. Conheço viajantes que utilizam a apólice do cartão enquanto outros preferem pagar o seguro da locadora. De posse das informações, cada um escolhe o que julga ser melhor para si.

Reservas Parceiras:

Se você gosta de nosso conteúdo, marque-nos como um de seus favoritos e divulgue nossos textos nas redes sociais. Mas, sobretudo, faça suas reservas através de nosso site. Assim, você nos incentiva a continuar produzindo conteúdos de qualidade.



Booking.com